Sábio é o que se contenta…

VINHO-TAÇA-ANTIGA-THINK-TL

Sábio é o que se contenta com o espetáculo do mundo,

E ao beber nem recorda

Que já bebeu na vida,

Para quem tudo é novo

E imarcescível sempre.

Corroem-no pâmpanos, ou heras, ou rosas volúteis,

Ele sabe que a vida

Passa por ele e tanto

Corta à flor como a ele

De Átropos a tesoura.

Mas ele sabe fazer que a cor do vinho esconda isto,

Que o seu sabor orgíaco

Apague o gosto às horas,

Como  a uma voz chorando

O passar dos bacantes.

E ele espera, contente quase e bebedor tranquilo.

E apenas desejando

Num desejo mal tido

Que a abominável onda

O não molhe tão cedo.

Seleção poética de Fernando Pessoa – Fernando Pessoa, o outro. 19 de junho de 1914

Seleção:Afrânio Coutinho Fernando Pessoa, Encontro de Poesia Ed. Record/Altaya

Livro Genesis- Sebastião Salgado:

http://oferta.vc/p8Rf

Anúncios

4 comentários sobre “Sábio é o que se contenta…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s